website free tracking

Xoxota Grelhuda: O Tesão da Minha Vizinha

Me chamo Gustavo e moro em um prédio no centro da cidade. Sou um cara solteiro, na casa dos trinta e poucos anos, e sempre tive uma vizinha que me deixava louco de tesão. O nome dela é Camila e ela é uma mulher incrível. Morena, corpo escultural, olhos verdes e uma bunda que é um pecado.

Sempre que a via no elevador, no corredor ou na área de lazer do prédio, meu pau latejava de desejo por ela. Mas nunca tive coragem de dizer nada, até que um dia, tudo mudou.

Foi uma tarde de sábado, eu estava saindo para caminhar quando a encontrei no hall do prédio. Cumprimentei-a e ela me convidou para tomar um café em seu apartamento. Sem pensar duas vezes, aceitei na hora.

Ao entrarmos, ela me serviu um café e começamos a conversar sobre coisas banais. Mas o clima entre nós era diferente, havia uma tensão sexual no ar que eu não conseguia mais ignorar.

A certa altura, ela se levantou da cadeira e se aproximou de mim, se sentando no meu colo. Pude sentir o calor do seu corpo e o perfume da sua pele. Fiquei duro na mesma hora.

Ela começou a me beijar com uma intensidade que eu nunca havia sentido antes. Sua língua explorava minha boca com maestria e suas mãos percorriam meu corpo, me deixando louco de tesão.

Eu não conseguia acreditar que estava ali, com a xoxota grelhuda da minha vizinha na minha frente, me beijando daquela forma. Ela era mais gostosa do que eu imaginava.

Sem perder tempo, ela abriu meu zíper e tirou meu pau para fora. Começou a me masturbar enquanto me beijava e eu já estava quase gozando. Ela parou, me olhou nos olhos e disse:

– Não vou deixar você gozar tão fácil, quero te chupar bem gostoso antes.

Ela se ajoelhou em minha frente e começou a chupar meu pau com vontade. Sua boca era quente e molhada, e ela sabia exatamente como me deixar maluco. Chupava a cabeça do meu pau, lambia e descia até as bolas, me fazendo gemer de prazer.

Eu já não aguentava mais e pedi para comê-la. Ela sorriu e me puxou para o sofá, ficando de quatro na minha frente. Sua bunda era perfeita, redonda e empinada, e eu já podia ver sua xoxota grelhuda molhada e inchada de tesão.

Sem perder tempo, comecei a chupá-la. Seu gosto era delicioso e ela gemia e rebolava na minha boca. Enfiava minha língua dentro dela e ela se contorcia de prazer.

Mas eu precisava sentir meu pau dentro dela. Coloquei a camisinha e me posicionei atrás dela, encaixando meu pau na sua bucetinha molhada. Ela rebolava e gemia enquanto eu a penetrava com força, sentindo cada centímetro do seu corpo.

Minhas mãos apertavam sua bunda enquanto eu a comia com vontade. Ela era apertada e quente, e eu queria gozar dentro dela. Mas ela me pediu para trocar de posição.

Deitou-se no sofá e me puxou para cima dela, encaixando meu pau dentro de si novamente. E foi ali, com ela por baixo de mim, que eu tive o melhor orgasmo da minha vida.

Gozamos juntos, gritando e gemendo de prazer. Ela apertava meu pau com sua xoxota grelhuda enquanto eu gozava dentro dela, nos fazendo sentir um prazer indescritível.

Depois daquela tarde, eu e Camila nos tornamos amantes secretos. Sempre que tínhamos oportunidade, nos encontrávamos para nos deliciarmos com nossos corpos. E eu nunca me cansava de sentir aquela xoxota grelhuda apertando meu pau.

Hoje, continuamos morando no mesmo prédio, mas não somos mais vizinhos. Somos amantes, cúmplices de um segredo delicioso que só nós dois sabemos. E sempre que nos encontramos, o prazer é garantido e a xoxota grelhuda continua sendo o tesão da minha vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima