website free tracking

Minha louca noite de sexo com aeromoça

Era uma tarde de primavera e eu estava num voo de Los Angeles para Nova York. Estava sentado ao lado de uma aeromoça que eu tive o prazer de conhecer durante o voo. Ela era uma mulher bonita, com cabelos longos, olhos azuis e lábios carnudos. Fiquei meio desconfortável quando percebi que ela me olhava de um jeito que me deixava mais do que curioso, e foi nesse momento que me dei conta: ela estava me convidando para uma noite de sexo com aeromoça.

Eu não tinha a intenção de me envolver com ela, mas era impossível não ficar excitado com a ideia. Estávamos voando durante o dia, então eu tentei me manter o mais calmo possível. No entanto, a tensão sexual que sentíamos era palpável.

Logo após aterrissamos em Nova York, ela me convidou para tomar um café com ela. Eu aceitei, é claro. Fomos para o bar mais próximo e começamos a conversar sobre todos os assuntos possíveis. Enquanto conversávamos, ela me olhava com desejo e não consegui resistir.

Então decidi que era hora de agir. Desci minha mão até suas coxas e comecei a acariciá-la. Ela suspirou de prazer e eu soube que era o sinal certo. Comecei a beijá-la com desejo e direcionei minha mão para sua buceta. Quando toquei sua calcinha, ela quase explodiu de tesão.

Ao sentir o quanto ela estava excitada, comecei a beijar sua buceta através da sua lingerie. Com a língua, acariciei o contorno de sua bucetinha e ela gemeu. Dava pra notar que ela estava gostando muito.

Quando a excitação foi aumentando, ela começou a me beijar com mais intensidade. Ela queria que eu a penetrasse, então comecei a passar meu pau em sua buceta. Ela gemeu e quicou na minha mão.

Aproveitei a ocasião e desci minha língua por sua barriga e continuei descendo até chegar em seu cu. Ela tremia de desejo e começou a se contorcer de prazer. Ela pedia que eu fosse mais fundo com minha língua, então ela se levantou e eu comecei a beijar sua bunda.

Enquanto beijava seu cu, coloquei meu dedo em sua buceta e comecei a acariciá-la. Ela gemia de prazer e começou a rebolar na minha mão. Eu me sentia o homem mais feliz do mundo.

Ela se virou e ficou de quatro para mim. Ela me olhava com desejo e meu pau pulsava de tesão. Eu queria penetrá-la e ela também queria.

Coloquei meu pau na entrada de sua buceta e comecei a me mover lentamente. Ela gemia de prazer e eu a puxava para mais perto. Queria sentir todos os momentos com ela.

Nossos corpos começaram a se mexer em sincronia como se estivéssemos dançando uma dança especial. Ela gemia e gemia enquanto eu me movia dentro dela. Queria que ela tivesse o máximo de prazer possível.

Fomos nos acelerando e eu comecei a sentir que o clímax estava próximo. Ela também estava quase lá, então comecei a me mover mais rápido para que ela gozasse primeiro. Ela teve um orgasmo intenso e foi aí que eu desabei em cima dela.

Gozei com força e ficamos abraçados por alguns minutos. Então ela se levantou e me deu um beijo. Era o nosso último beijo como amantes.

Eu me despedi e saí para o meu hotel. Não consigo descrever o que senti naquele momento. Foi uma noite de sexo com aeromoça inesquecível.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima