Comi um cuzinho gostoso

Comi um cuzinho gostoso e foi uma experiência surreal de prazer. Eu nunca pensei que teria a oportunidade de realizar essa fantasia, mas quando a oportunidade surgiu, eu não pude resistir.

Tudo começou quando conheci a Thaís em uma festa. Ela era uma morena sensual, com um corpo escultural e um olhar sedutor. Eu sabia que ela era diferente das outras mulheres que eu já havia conhecido, e eu estava certo.

Depois de alguns flertes e trocas de olhares intensos, Thaís me convidou para ir até a casa dela. Eu estava nervoso, mas também muito excitado. Chegando lá, ela me levou para o quarto dela, onde começamos a nos beijar vorazmente. As mãos dela percorriam meu corpo, enquanto eu me perdia em seus lábios macios.

Thaís tirou minha camiseta e começou a beijar meu peito, descendo lentamente até chegar em minha calça. Ela abriu o zíper e, com suas habilidosas mãos, tirou minha cueca e liberou meu pau, que já estava duro e pulsante de tesão.

Ela me olhou com um sorriso malicioso e começou a me chupar, com movimentos lentos e provocantes. Eu gemia de prazer, segurando seus cabelos e guiando seus movimentos. Thaís era uma expert em boquete, e eu estava completamente entregue ao seu prazer.

Quando achei que não poderia ficar mais excitado, Thaís parou e me disse que queria algo diferente. Ela se levantou e se deitou na cama, levantando as pernas e me mostrando seu lindo e apertado cuzinho.

Confesso que fiquei surpreso e um pouco inseguro no começo. Eu nunca tinha feito sexo anal antes, mas estava determinado a dar prazer a Thaís da mesma forma que ela estava me dando.

Sem hesitar, comecei a lamber seu cuzinho, passando a língua em volta e penetrando levemente. Thaís gemia e rebolava, me incentivando a continuar. Eu estava me deliciando com aquela cena, e minha vontade só aumentava.

Então, ela me pediu para que eu a penetrasse com força. Sem pensar duas vezes, posicionei meu pau em sua entrada e fui entrando devagar, sentindo cada centímetro de seu interior quente e apertado me envolver.

Comi um cuzinho gostoso e isso me deixou ainda mais excitado. Eu não conseguia acreditar que estava fazendo aquilo pela primeira vez, e com uma mulher tão incrível como Thaís.

Comecei a estocar com força, enquanto ela gemia alto e arranhava minhas costas. A visão de seu corpo se contorcendo de prazer enquanto eu a penetrava era indescritível. Eu sentia que estava no limite, e Thaís também.

Com um movimento brusco, Thaís se virou e ficou de quatro, me deixando ainda mais enlouquecido. Eu segurei sua cintura e continuei metendo com força, até que ela gozou, apertando meu pau com seu cuzinho e me fazendo gozar como nunca antes.

Ficamos ali, ofegantes e suados, nos olhando com um misto de surpresa e satisfação. Eu não conseguia acreditar que tinha comido um cuzinho gostoso e que aquilo tinha sido tão incrível.

Depois desse dia, eu e Thaís nos tornamos amantes assíduos. Ela me ensinou muitas coisas sobre sexo anal e eu pude descobrir novos prazeres que eu nem sabia que existiam.

Agora, sempre que estou com uma mulher, me lembro daquela noite com Thaís e de como comi um cuzinho gostoso pela primeira vez. E isso me faz querer repetir a dose sempre que possível. Afinal, o prazer não tem limites, e eu estou disposto a explorá-lo cada vez mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima